O que é um radiador?

Componente vital no sistema de refrigeração de um motor, o Radiador é responsável por arrefecer as substâncias ativas (anticongelante, água e óleo) para assegurar a temperatura normal do motor e das restantes unidades, com o garantindo o funcionamento estável do veículo.

Este componente é utilizado na troca de calor entre o ar e estas substâncias, localizadas num sistema fechado. O seu formato do possui uma relação direta com a sua eficácia, sendo que quanto maior for a região de contato do equipamento com o ar mais rápida será a troca de calor.

O radiador é usado para que em conjunto com o sistema de bombeamento de água e o fluxo de ar, gerado por uma hélice, seja capaz de dissipar para o ambiente o calor gerado pelo motor. Como este é responsável pela extração de calor, são colocados na parte da frente do motor de um automóvel.

Infografia ilustrativa dos 4 tipos de radiador

A durabilidade dos radiadores feitos de alumínio e plástico é cerca de 8 a 10 anos. No entanto, é necessário fazer uma revisão e limpeza para assegurar uma vida útil prolongada. A verificação regular do indicador de temperatura do líquido de refrigeração no painel de instrumentos é de relevada importância, a fim de detetar atempadamente sinais de avaria do radiador e prevenir a avaria do sistema de refrigeração.

Componentes do Radiador

Infografia ilustrativa de um radiador e dos seus componentes
  • Aleta: Lâmina ligada aos tubos de arrefecimento para aumentar a área de troca de calor. Pode ser plana ou engelhada (zig-zag).
  • Tubos: Local onde circula o fluído de arrefecimento e/ou água. Pode ter o formato oval, redondo ou plano.
  • Caixa de Entrada: Componente que distribui o fluído/água de arrefecimento.
  • Caixa de Saída: Componente que coleta o fluído de arrefecimento.

Embora os radiadores possuam uma aparência robusta, são uma peça sensível que exige cuidado desde o seu fabrico, embalamento, transporte, instalação e utilização.

Problemas e sinais comuns no Radiador

  • Obstrução do núcleo – Os vestígios de entupimento do núcleo são a fuga de líquido de refrigeração e o aumento da temperatura do motor.
  • Sujidade externa no radiador – Os sinais da presença de sujidade no radiador são o sobreaquecimento do motor e o excesso de consumo de líquido de refrigeração.
  • Falta de pressão – Manifesta-se através do aparecimento de fumo vaporoso debaixo do capô e de odor a anticongelante, de fugas no radiador do carro motor e do aquecimento de líquido de refrigeração durante a condução rápida.