Centros de Abate Automóvel = desorganização, muito pó e confusão?

Não! Nos últimos anos temos assistido uma forte supervisão do mercado das peças usadas, o que se traduz numa melhoria contínua das empresas, bem como, da pegada ambiental. As melhores empresas do sector são hoje organizadas, dotadas de processos e ferramentas como a B-PARTS.com

O controlo rigoroso de stocks, provenientes de Viaturas em Fim de Vida (VFV) e/ou Viaturas para peças, exige ferramentas de trabalho desenhadas à medida para este sector.

A B-PARTS.com é muito mais que um simples canal de comércio de peças on-line para profissionais do sector automóvel, é a ferramenta de trabalho para os centros de abate que fornecem a B-PARTS.


1. Tecnologia - Introdução de Stock

Um carro tem em média entre 4,500 a 4,800 peças, identificar todas as peças que um veículo de abate dispõe é um pesadelo vivido diariamente por empresas deste sector. Tipicamente são identificadas 200-300 peças por veículo. Este facto acontece por diversas razões:

  1. Peças danificadas e/ou de baixo valor comercial;
  2. Peças de baixa rotatividade em que o custo de armazenamento será superior à margem do produto.

A B-PARTS.com desenvolveu uma ferramenta única no sector, que permite a introdução/edição/remoção/venda de peças na sua plataforma. Esta solução consiste numa aplicação móvel para máquinas fotográficas.
O stock é efetuado junto da viatura/peça em tempor real, ficando o produto disponível para toda a empresa consultar e todos os clientes da B-PARTS.com.

Processo de upload de stock

Armazenamento de produtos de carroçaria etiquetados

Caixa de Velocidades c/ etiqueta B-PARTS


2. Processos - Gestão de Stock

A B-PARTS.com assenta em dois pilares para os centros de abate, gestão de stocks e comercialização de peças.

Pesquisa de Stock

Através da B-PARTS.com os centros de abate conseguem consultar o seu stock instantaneamente à distância de um click. A informação é de elevada qualidade, com fotografias, preço, localização, referências e índice de qualidade (produtos de colisão).

Vista de Produto


3. Preços

A criação de uma tabela de preços para peças usadas é sempre um tema subjectivo e de elevada dificuldade, devido às enumeras variáveis pelas quais o preço é composto.

  1. Estado
  2. Idade
  3. Rotatividade
  4. Procura
  5. "Única" oferta no mercado
  6. Nível de serviço que a empresa oferece
  7. Garantia
  8. Cliente final

Passar esta complexidade para todos os colaboradores da empresa é custosa, assim a B-PARTS é a solução dotanto a empresa de uma solução unificada de pricing para todos os colaboradores. Existindo uma única voz, a da empresa, passando a mesma a informação a todos os clientes.


O maior catálogo de peças usadas da Península Ibérica está aqui!